fbpx
CTO

CTO da AMD avisa que a escassez de chips irá durar até 2023

A escassez de Chips ainda se encontra presente nos nossos dias.

 

O que terá um impacto significativo nesta altura natalícia, segundo o CTO da AMD.

Isto porque, os equipamentos tecnológicos são a escolha preferida dos consumidores.

Ainda assim, equipamentos como consolas e computadores de última geração sofrem mais desta condicionante.

Tendo em conta que, o seu stock está bastante limitado ou praticamente inexistente.

Visto que estes equipamentos saem mais, acaba por ser também onde se sente mais esta quebra.

Contudo, não parece que este problema se resolva para já.

Visto que, a pandemia recebeu agora uma nova vaga o que acaba por deixar as fábricas mais condicionadas nos seus trabalhos.

Segundo Mark Papermaster, CTO da AMD, a escassez de chips deve durar até ao ano de 2023.

 

CTO

 

Escassez até 2023?

O Chief Technology Officcer da AMD, Mark Papermaster falou numa entrevista recente da ligação da escassez dos chips com os problemas de atrasos nos envios e dos produtos.

A contrário do CEO Lisa u, Mark diz que esta escassez deverá continuar até 2023.

Ainda assim, espera-se um alívio nesta escassez e uma maior fluência na indústria após a segunda metade do ano.

Contudo, a normalidade só regressará no ano seguinte.

 

De acordo com o CTO:

Nos nossos mercados veremos uma melhoria na oferta durante o segundo semestre de 2022 até 2023. É esta a altura em que estamos a projetar a normalidade do equilíbrio entre a oferta e a procura.

O executivo menciona ainda o facto da AMD manter relações próximas com fabricantes de chips e fornecedores que lhes permitem resistir a estas condicionantes.

Mas também, o facto de a Intel ter estado na “sombra” nos últimos tempos também ajudou a empresa a crescer em certos setores.

 

Em 2021 prevemos um crescimento de receita de 65% em relação a 2020. Podemos atingir esse crescimento apenas graças ao excelente trabalho da nossa rede de fornecimento.

Ou seja, tudo indica que a escassez de chips continue a debilitar o mercado durante uns largos meses.

Mas também que alguns produtos não serão oferecidos neste Natal devido a esta escassez.

 

Não percas também: Quais são os smartphones mais populares de 2021?

Subscrever
Notificar
guest
0 Comentários
Feeback
Ver todos os comentários

Estes artigos também são interessantes ↓

0
Diz-nos o que estás a pensar :) Comenta aquix
()
x